segunda-feira, 26 de setembro de 2016

TRANSEUNTE CONVERTIDA EM HUMANA

 Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)

Quem é você que surge do nada, Me pede em casamento sem me conhecer, Numa noite de gatos pardos e mal iluminada, Mas linda de morrer, Pisca para mim em todas as cores como luzes natalinas, Tem pressa para fazer amor, Dança para mim melhor que todas bailarinas, Vai logo me propondo filhos sem o menor pudor, Quem é você que chega sem cantos, Ainda assim soa como sotaque estrangeiro, Escolhe-me no meio de tantos, Mais bonitos e com muito dinheiro, Encontra-me no recôndito de minha solidão, Advinha que moro de aluguel e estou solteiro, E enxerga-me no breu da escuridão, Quem é você que parece falar por telepatia, Antecipa meu pensamento, Contagia-me com inexplicável alegria, Me pára no tempo, Faz-me sentir algo nunca antes sentido, Diz saber cozinhar, lavar e passar, E que me divorciei com o coração partido, Quem é você com esta sustentável leveza, Este olhar apaixonado e desvairado, Reluzindo um fulgor compacto de estrela que contraria as leis da natureza, Alivia-me o peso da gravidade, Fala-me coisas estranhas sobre imortalidade, Sobrecarrega-me de felicidade, Diz que já não se importa com longevidade, Quem é você que parece conhecer-me há muito tempo, Não me diz de onde é e não tem nenhum parente, Aproxima-se de mim sem instigar o vento, Diz que sou para você como o paraíso para um crente, Tira do meu sono todos meus pesadelos, Abraça-me e beija-me de maneira singular, E arrepia-me das unhas dos pés às pontas dos cabelos, Se eu contar aos meus amigos ninguém irá acreditar, Será você predestinada ou pura sorte, Seu olhar meigo e estático às minhas indagações é irresistível, Sinto que isso acontece uma vez na vida, Outra na morte, Sua voz quente, Cheia, E de cabeça é incomparável, Você é fascinante e intrigante como deve ser um disco voador, Você é uma mulher mais que adorável, Parece uma criatura doutro mundo e está me fazendo um favor.